Coisa de Deus

Desde sempre o ser humano procura entender "Deus" e tentar ajustar tal conceito às suas necessidades. Agora temos milhares de religiões (acredita-se haver por volta de 4.200) espalhadas pelo mundo, cada uma com sua interpretação do "ininterpretável". Dentre todas, as 5 maiores são: Hinduísmo (Brahma), Nova Era (o Deus em cada um), Budismo (o contínuo ciclo da vida - sem uma figura de Deus), Islamismo (Allah), Cristianismo (Jesus é filho de Deus/Jehovah/Adonai). Nesta eterna tentativa de pensar  uma existência divina do ponto de vista caótico humano regionalmente obviamente desigual, religiões maiores acabaram por se desdobrar em uma "prole" com caracteres próprios específicos para atender à demanda da diversidade da compreensão dos seres pensantes. Como exemplo de tanto esforço mental, O cristianismo sozinho gerou, além da própria igreja católica, as igrejas Baptista, Metodista, Luterana, Presbiteriana, Protestante, Pentecostal, Mórmon, Anglicana, Testemunhas de Jeová, Assembleia de Deus, Evangélica, Adventistas do 7 Dia, Ortodoxa, Reformista, Fundamentalista, Exército da Salvação e muito muito mais.
Os mulçumanos também se dividiram entre os famosos chiitas e sunitas e sufies, além das incontáveis variações locais de interpretação do Corão que causam tremor nos líderes religiosos islâmicos. Variações temporais e locais também aconteceram com o Budismo na China (Theravada, Mahayana, Vajrayana, Zen).
Blá blá blá... Cansei de escrever sobre isso. Deus sempre será uma questão pessoal.

Comments

Post a comment